Página principal
01-01-2017

Conheça a Câmara

Marcelo Lanzarin (PMDB) – 2º Secretário

  • lanzarin2016

    Histórico

    O vereador Marcelo Lanzarin é brasileiro, natural do Rio de Janeiro, formado em medicina pela Universidade Federal de Santa Maria-RS.
    Em Blumenau, atuou como médico na rede municipal de saúde, como coordenador das unidades de saúde, gerente de atenção básica e diretor de ações em saúde. Em 2009 assumiu o cargo de secretário de saúde e tornou pública a fila de espera de cirurgia de média complexidade.
    Hoje Blumenau é o único município do Brasil que permite ao usuário do SUS acompanhar pela internet sua posição na fila de cirurgia. Implantou também a gerência de planejamento e captação de recursos, que em quatro anos cadastrou mais de dez milhões de reais em projetos no Fundo Nacional de Saúde. Isso permitiu a aquisição de novos equipamentos, renovação da frota de veículos e reforma em implantação de novas unidades de saúde.
    Como vereador pretende ampliar o debate sobre as questões da saúde, tornar pública a fila de espera para exames de alta complexidade e consultas, além de continuar a discussão sobre o plano de carreira dos servidores da saúde, e ampliar o benefício do adicional de função para os demais membros da equipe de estratégia de saúde da família.
     
    PROJETOS APRESENTADOS INDICAÇÕES REQUERIMENTOS PRONUNCIAMENTOS   NOTÍCIAS  LISTA DE PRESENÇA
     
    Contatos
    Gabinete: 103
    Telefone: (47) 3231-1506
    Email: drmarcelolanzarin@camarablu.sc.gov.br
    Assessoria
    Chefe de Gabinete: Ana Débora Gomes
    Assessora Política: Gabriela Campigotto
    Assessora Política: Graciana Aparecida Beck

Pronunciamentos


27/04/2017

O vereador Marcelo Lanzarin (PMDB) questionou a lógica dos sindicatos e do Partido dos Trabalhadores convocarem a população a realizarem a paralisação na sexta-feira, dia 28 de abril. Lembrou que segunda feira é feriado e que entende que o único motivo seria estender o feriado. Afirmou que a paralisação vai prejudicar vários setores da sociedade. Ponderou que diferente dos outros protestos que ocorreram aos domingos, esse será realizado numa sexta-feira, véspera de feriado. Questionou a quantidade de pessoas que irá participar da paralisação e afirmou que no país existem 16 mil sindicatos. Afirmou que em 2016 foram registradas mais de 3 milhões de ações trabalhistas no Brasil. Defendeu a atualização da legislação trabalhista em prol dos trabalhadores. Exibiu uma série de propostas discutidas ao longo da história em que o PT votou contra. Apontou que não vai ser numa sexta-feira nem em uma segunda-feira que o povo trabalhador irá às ruas protestar. Por fim, disse que o transporte coletivo da cidade será paralisado por algo que já vinha ocorrendo na cidade, referindo-se ao projeto de lei aprovado na terça-feira (25) que apenas regulamenta a ausência de cobradores em algumas linhas especiais.

Fonte: Assessoria de Imprensa CMB

Foto: Jessica de Morais CMB


Histórico de Pronunciamentos do vereador: