Menu

Associação da Guarda Municipal de Blumenau pede apoio ao plano de reestruturação da categoria

Associação da Guarda Municipal de Blumenau pede apoio ao plano de reestruturação da categoria

Jefferson Camargo, presidente da Associação da Guarda Municipal de Blumenau e Região Metropolitana do Vale do Itajaí, ocupou a tribuna livre na sessão desta terça-feira (21) para falar sobre o plano de reestruturação da categoria.

 

Disse que Blumenau possui a guarda de trânsito mais antiga do Brasil, que foi pioneira e referência para o país há muitos anos. “Dia a dia estamos nas vias cuidando das pessoas e muitas vezes somos mal interpretados, ignorados e difamados. Buscamos sempre fazer nosso melhor pensando em prol da sociedade. Sempre nos pautamos nas campanhas educativas, sem esquecer da legalidade”, disse. Lembrou que a GMT está sempre presente em ocorrências de vários tipos, além do auxílio a eventos e manifestações, 24 horas por dia.

 

Apontou que atualmente são 106 agentes responsáveis por fiscalizar mais de 6 mil ruas, mais 250 mil condutores apenas de Blumenau, além dos condutores de outros municípios. Disse que a GMT está sempre atendendo às mais diversas ocorrências, buscando auxiliar quem possa necessitar. Mostrou um vídeo em que um guarda de trânsito prestou atendimento com sucesso a um bebê que estava engasgado.

 

Também mostrou outro vídeo para ilustrar ocorrências atendidas que fogem da competência da Guarda: agentes da GMT perseguiram um criminoso após uma abordagem e localizaram cerca de 3 kg de drogas.

 

Ressaltou a luta dos agentes para serem reconhecidos por um plano de cargos, salários e carreiras, que já é, por lei, obrigatório desde 2016, mas que a administração municipal ainda deixa pendente.

 

Disse que o plano já está finalizado desde 2019, porém está paralisado desde a aprovação da Progem. “Foram muitas promessas feitas, nenhuma cumprida”, lamentou. Afirmou que a GMT está desmotivada diante das funções que exerce sem reconhecimento e lembrou que a profissão é exercida em ambiente insalubre e de risco. Também apontou outras necessidades da categoria, como a falta de uma sede própria adequada, a oferta de cursos de aprimoramento, além do plano de cargos, salários e carreira.

 

Destacou que o plano visa regulamentar situações que a GMT já executa, como o atendimento a acidentes, que legalmente deveria ser feito apenas pela Polícia Militar. Também assinalou que o objetivo do plano é moralizar, melhorar e permitir evolução da instituição e de seus servidores, pois exige ensino superior para ingresso de novos integrantes na Guarda.

 

Ao final, pediu apoio dos vereadores para que auxiliem a GMT a encontrar aparatos para que continue a crescer, ser referência e estar motivada, além de apoiar o plano de cargos, salários e carreira quando este vier do Executivo para ser votado na Câmara. “O objetivo maior é melhorar a instituição para que possamos servir ainda melhor a sociedade blumenauense”.

 

Veja Também!

O álbum de fotos da Sessão Ordinária

A playlist completa no canal do YouTube para assistir as manifestações realizadas durante o momento da Tribuna Livre na Câmara

 

Galeria de Fotos do Instagram

 


Fonte: Assessoria de Imprensa CMB | Foto: Denner Ovidio – Imprensa CMB

This is a unique website which will require a more modern browser to work!

Please upgrade today!

Skip to content