Menu

Câmara aprova projeto que regulamenta concessão do pátio do Seterb à iniciativa privada e rejeita veto do Executivo

Câmara aprova projeto que regulamenta concessão do pátio do Seterb à iniciativa privada e rejeita veto do Executivo

A Câmara de Vereadores aprovou, nas sessões ordinária e extraordinária realizadas nesta quinta-feira (10), sete projetos de lei em redação final, um substitutivo global em segunda votação e rejeitou um veto do Executivo.

O presidente Marcelo Lanzarin (MDB) determinou o trâmite urgentíssimo a cinco projetos de lei do Executivo após pedido do líder do governo, vereador Alexandre Matias (PSDB). Os projetos de lei nº 7933, 7953, 7954, 7955 e o projeto de lei complementar nº 1897 foram votados em plenário após a realização da reunião extraordinária da Comissão Mista. Todas as propostas foram aprovadas.

Entre os projetos aprovados está o Projeto de Lei 7.933/2019, que regulamenta a concessão do pátio do Seterb à iniciativa privada. A proposta permite que a outorga onerosa da concessão do serviço público de remoção, guarda e depósito de veículos apreendidos seja precedida de licitação pelo critério de maior oferta, e não apenas pelo critério de menor preço. Também determina que a os custos dos serviços de remoção, guarda e depósito sejam definidos por decreto municipal, além de estabelecer prazo de 60 dias para que veículos removidos e não reclamados sejam levados à hasta pública. O projeto segue para sanção do prefeito.

O veto rejeitado pelos vereadores por 12 votos a zero foi ao Projeto de Lei Nº 7889/2019, de autoria do Vereador Professor Gilson (PSD). O projeto permite o embarque e o desembarque fora dos pontos de ônibus dos usuários do transporte coletivo portadores de deficiência que acarrete redução de mobilidade. Com a rejeição ao veto, o projeto volta para o Executivo para promulgação.

Durante a sessão o vereador Alexandre Caminha (PP) solicitou esclarecimentos a respeito da retirada de assinaturas de outros parlamentares ao Projeto de Lei nº 7951/2019, que apresentou na última terça-feira (8) e que regulamenta o serviço de transporte por aplicativos. O presidente Marcelo Lanzarin informou que pedirá parecer da Procuradoria Jurídica sobre a possibilidade jurídica da retirada das assinaturas.

O presidente ainda informou que em comum acordo com os vereadores, as sessões ordinárias e a reunião das comissões permanentes dos dias 15 e 17 de outubro serão realizadas extraordinariamente no período da manhã, por conta da realização dos desfiles da Oktoberfest. No dia 15 reunião da CCJ será às 8 horas, seguida pela Comissão de Finanças às 8h30. Já as reuniões das comissões de Educação, Transportes e Agricultura no dia 17 acontecerão a partir das 8h40. As sessões ordinárias em ambas as datas serão às 9 horas, no Plenário.
Marcelo Lanzarin também comunicou a promulgação da Lei Complementar nº 1258/2019, relativa ao Projeto de Lei Complementar Nº 1880/2019, de autoria do vereador Bruno Cunha, que “estabelece normas de higiene para a permanência de animais domésticos em estabelecimentos de alimentação no município”.

 

Veja Também!

Confira os textos dos projetos da pauta, bem como o resultado das votações contantes da ordem do dia

O teor dos projetos com trâmite urgentíssimo apreciados pela Comissão Mista que ingressaram pela ordem

Os projetos em trâmite de Redação Final apreciados na Sessão Extraordinária que serão encaminhados ao Executivo

Assista nossa playlist no canal do youtube para ver como foram os posicionamentos dos vereadores durante a votação

 

Galeria de Fotos do Instagram

 


Fonte: Assessoria de Imprensa CMB
Foto: Lucas Prudêncio | Imprensa CMB

This is a unique website which will require a more modern browser to work!

Please upgrade today!

Skip to content