Menu

Coordenador do Sintraseb faz cobranças por direitos e suporte aos trabalhadores durante a pandemia

Coordenador do Sintraseb faz cobranças por direitos e suporte aos trabalhadores durante a pandemia

O Coordenador Geral do Sindicato Único dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal de Blumenau – Sintraseb, Sérgio Maurici Bernardo, ocupou a tribuna livre da Câmara para fazer esclarecimentos e reivindicações neste momento de pandemia da Covid-19.

Disse que sua fala não tinha a intenção de entrar em disputa com o prefeito ou vereadores, lideranças ou outras entidades, apenas de defender o direito da classe trabalhadora, por isso não poderia ser visto como afronta, mas com respeito.

Assinalou que o Sintraseb tem cobrado a garantia da proteção de cada trabalhador blumenauense, mas que o sindicato não foi ouvido quando denunciou a sobrecarga de trabalho dos servidores da educação, que foram surpreendidos em suas férias coletivas com o lançamento da plataforma de educação à distância. “Esses professores ficaram durante todo o fim de semana trabalhando para entender a plataforma que, ao contrário do que foi dito pelo prefeito, não foi assunto de discussão no Conselho Municipal de Educação”.  

Sérgio Bernardo disse que o Sindicato não quer interferir na gestão da covid-19, e sim garantir o direito e a proteção da classe trabalhadora. Citou e agradeceu o empenho de vereadores na garantia da manutenção dos contratos dos servidores ACTs, que representam um terço dos professores da educação em Blumenau, e não poderiam ser ignorados.

Ressaltou que sua presença tinha a intenção de reivindicar a garantia de que não passará nenhum projeto pela Câmara que trate sobre a retirada de direitos dos trabalhadores sem dialogar com o Sintraseb. “Queremos que os senhores cumpram o compromisso assumido que não passariam alterações nas regras da previdência sem debater com todos os órgãos afetos a essa situação”, pediu.

Também solicitou aos vereadores o empenho na cobrança de transparência do Executivo com as informações relacionadas à pandemia, apontando que todos têm o direito de saber quem são os servidores diagnosticados com a Covid-19, inclusive com o procedimento de Comunicação de Acidente de Trabalho (CAT).

Fez denúncias a respeito da falta de treinamento dos servidores de funções relacionadas à limpeza e a falta de adoção de um protocolo único de desinfecção. Sugeriu aos vereadores que visitem a central funerária, que não dispõe de espaço adequado para atendimento às famílias nesse período de distanciamento social. Também denunciou situações envolvendo educadores sociais que estão acolhendo crianças em suas casas e ainda a sobrecarga dos profissionais de vacinação nos AGs do município. Afirmou que muitas vezes quando há denúncia é promovida uma “caça às bruxas” para identificar quem denunciou.

Ao final, disse que o sindicato aguarda há mais de 15 dias a resposta a um pedido de reunião com o Secretário de Saúde, e pediu respeito da administração municipal à entidade.

 

Veja Também!

A playlist completa no canal do youtube para assistir as manifestações realizadas durante o momento da Tribuna Livre na Câmara

Galeria de Fotos do Instagram

 


Fonte: Assessoria de Imprensa CMB | Foto: Lucas Prudêncio – Imprensa CMB

 

This is a unique website which will require a more modern browser to work!

Please upgrade today!

Skip to content