Menu

Equipe do Cedap ocupa tribuna livre de forma remota para falar sobre a campanha ‘Dezembro Vermelho’

Equipe do Cedap ocupa tribuna livre de forma remota para falar sobre a campanha ‘Dezembro Vermelho’

A equipe do Centro Especializado de Diagnóstico, Assistência e Prevenção – (Cedap),  da Secretaria Municipal de Saúde, ocupou a tribuna livre durante a sessão ordinária desta quinta-feira (10), por via remota, para falar sobre o “Dezembro Vermelho”, campanha de prevenção contra o vírus HIV/AIDS e de outras infecções sexualmente transmissíveis (ISTs).

A coordenadora do serviço, Juliana Ludwig Quintani, explicou que o Cedap é especializado na assistência aos pacientes e na prevenção das doenças sexualmente transmissíveis, ofertando testes e diagnósticos rápidos para a comunidade e tratamento aos pacientes.

A médica Fernanda Arns de Castro explicou que o HIV é um vírus transmitido principalmente em relações sexuais, mas que passa de mãe para filho durante a gestação ou amamentação, sendo também transmissível através de materiais perfurocortantes contaminados. Destacou que nem sempre que tem o vírus vai desenvolver a AIDS, e por isso e importante buscar fazer a testagem em algumas dessas situações: ter se relacionado sexualmente sem preservativos, ter sofrido algum acidente com materiais perfurocortantes, que podem estar contaminados ou ainda ter compartilhado seringas para uso de drogas injetáveis. “O vírus procura uma célula específica de defesa para se multiplicar e ao se multiplicar destrói essas células, deixando o organismo do indivíduo enfraquecido e com mais chances de desenvolver outras doenças infecciosas, causadas pela baixa imunidade da pessoa infectada pelo HIV”, assinalou, destacando que o tratamento tem o objetivo de fazer com que o vírus não se multiplique, porque sem circulação no organismo, não há transmissão. “Queremos deixa-lo adormecido. Esse é o sucesso do tratamento”, que é todo feito sem custos pelo SUS e sem efeitos colaterais devolve saúde e qualidade para o paciente”, afirma.

Ressaltou que o Cedap oferece o teste rápido para pessoas, especialmente trabalhadores da área da saúde, expostas a acidentes com materiais contaminados. Disse que o serviço também dispõe de medicação preventiva para pessoas, como profissionais do sexo, mais sujeitas à contaminação. Explicou que o uso da medicação deve ser feita por 28 dias e a pessoa deve iniciar o tratamento até 72 horas após o acidente ou a relação sexual sem proteção”.

A coordenador técnica de Políticas ISTs, HIV e Hepatites, Shirley Freitas Stringhari, comentou que a pandemia da Covid-19 impediu que o Cedap realizasse todas as ações previstas para este ano dentro da campanha “Dezembro Vermelho” e comentou que no ano passado aconteceu o primeiro encontro reunindo pacientes e comunidade para falar sobre prevenção e tratamento das doenças sexualmente transmissíveis, principalmente a AIDS.

Assinalou que diante da pandemia, a equipe está divulgando a campanha na imprensa, dando destaque para a importância do teste rápido e as formas de prevenção.

Destacando os serviços do Cedap, como a testagem rápida,  e as formas de prevenção.

 

Veja Também!

A imagem destacada

A playlist completa no canal do youtube para assistir as manifestações realizadas durante o momento da Tribuna Livre na Câmara

Galeria de Fotos do Instagram

 


Fonte: Assessoria de Imprensa CMB | Foto:  Pixabay – Banco de imagens gratuito

 

This is a unique website which will require a more modern browser to work!

Please upgrade today!

Skip to content