Menu

Resumo dos pronunciamentos dos vereadores 23/06

Resumo dos pronunciamentos dos vereadores 23/06

O vereador Ito de Souza (PL) destacou a entrega das novas escrituras para os proprietários da comunidade do Horto Florestal. Cumprimentou especialmente os moradores pela luta de ano e em especial o líder comunitário Sebastião Antunes Vieira, o Tião do Horto. Destacou que na cerimônia de assinatura de ordens de serviços e licitações realizada na quarta-feira (22), na Vila Germânica, pela Prefeitura e Governo do Estado, a Comissão de Ruas da Tatutibas esteve presente, mostrando suas reivindicações e também agradecendo as obras previstas par a região. Disse que espera que todas as obras anunciadas saiam do papel. Solicitou que os vereadores participem da cerimônia simbólica de transferência da sede administrativa municipal para a Vila Itoupava, na manhã dessa segunda-feira (27). Ressaltou que à noite também na Vila Itoupava, ocorre uma sessão solene em homenagem a clubes de caça e tiro e lideranças comunitárias locais. Pediu à Mesa Diretora que agilize a convocação da Comissão de Ética para análise processo de interesse dele.

 

O vereador Emmanuel Tuca (Novo) apontou o quanto é burocrático construir em Blumenau. Disse que em reunião com o Coplan pôde comprovar a real dificuldade das empresas construtoras e que por isso dá para entender quando elas decidem construir em outras cidades.  Destacou a lei municipal que trata do Estudo de Impacto de Vizinhança, o EIV, ressaltando que o problema começa quando a empresa precisa descobrir quem deve realizar o EIV. Disse que a lei é confusa e que apresentou um Projeto de Lei à Câmara para revogar a medida, que segundo ele é um abuso. Exemplificou que no caso do prédio de 40 andares em construção na cidade, a empresa teve que pagar ao município meio milhão de reais apenas em razão do impacto visual. Disse que o Legislativo e Executivo devem incentivar o adensamento humano ao invés de penalizá-lo, já que a verticalização favorece o meio ambiente e outras áreas. Afirmou que sua proposta é acabar com a farra do EIV sem critérios. Reforçou que é preciso simplificar nossa legislação para a melhoria da qualidade de vida da população.

 

O vereador Professor Gilson de Souza (Patriota) criticou uma exigência da rede de Saúde do Município, que obriga um paciente após cirurgia a marcar pessoalmente o retorno ao médico. Lamentou que o Pronto não utiliza da tecnologia para que a marcação possa ser on-line. Disse que não sabe como Blumenau pode ser considerada uma cidade inteligente. Falou do seu posicionamento a favor dos servidores. Disse que fica feliz pelo piso do magistério, mas que por outro lado está triste porque o servidor efetivo de carreira, dentro de alguns anos, terá seu salário achatado. Ressaltou que o prefeito Mário, assim como o governador Moisés, cometeram o mesmo erro, porque o reajuste deve ser aplicado dentro da tabela. Enfatizou que a valorização do servidor da educação não pode ser feita dessa forma e que devem ser contempladas demais funções desempenhadas dentro de uma unidade escolar, como administrativos, agentes de limpeza, e outros que fazem parte do educandário. Afirmou que tem cobrado de que outros profissionais sejam valorizados.

 

O vereador Almir Vieira (PP) comentou a reunião que participou com os moradores da rua Felipe Hausmann, no Testo Salto. Disse que foram esclarecidas dúvidas sobre a “Lei do Mutirão”. Ressaltou a importância de que Blumenau tenha representantes políticos na esfera federal e mais na estadual. Disse que assim será possível buscar recursos por emendas parlamentares. Parabenizou o Executivo pela entrega das 16 escrituras, que contemplaram aos moradores do Loteamento Fritz Koegler e Horto Florestal. Afirmou que o seu pronunciamento há alguns dias, sobre as condições de um condomínio residencial na Rua Rodolfo Walter, Bairro Itoupava Central, surtiu efeito. Disse que o prazo da entrega dos apartamentos já havia ultrapassado quase um ano, mas que nesta semana iniciaram a entrega aos proprietários. Criticou que ainda faltam muitos serviços no local, como rede de internet e área de celular, ponto de ônibus, mobilidade urbana, além de creche e posto de saúde próximo para atender a 800 pessoas que vão morar no condomínio. Disse que está tomando algumas providências para que os moradores tenham um pouco de dignidade.  Comentou sobre as sessões específicas que os cinemas de Blumenau estão disponibilizando para as mamães de bebês. Explicou que o som é mais baixo, que há trocadores nas salas e estacionamento para carrinhos de bebês, entre outras medidas que dão mais conforto às mães e bebês.

 

O vereador Bruno Cunha (Cidadania) lembrou que no próximo sábado acontece mais uma sessão azul, para o público autista, nos cinemas da cidade, às 13 horas. Agradeceu as famílias de autistas e aos grupos de apoio, bem como aos cinemas que se sensibilizaram e fizeram acontecer a sessão azul, construindo através do diálogo um modelo efetivo aos interessados. Disse que pediu ao Executivo a instalação de câmeras de segurança em alguns locais da cidade, que estão sendo usados constantemente para o abandono de animais. Afirmou que é necessário enfrentar essa situação de forma ainda mais efetiva. Parabenizou a aprovação do projeto do piso do magistério e destacou que é um esforço da administração municipal para a valorização dos servidores.  

 

O vereador Adriano Pereira (PT) destacou o evento da assinatura de ordens de serviços com a presença do governador Carlos Moisés. Disse que quando esteve ocupando uma cadeira de deputado estadual colaborou com o Governo do Estado em vários encaminhamentos de obras indicadas e agora licitadas. Afirmou que tem a digital dele nas obras anunciadas. Comentou sobre a cerimônia da entrega das escrituras e do projeto de iluminação pública das ruas do Loteamento Fritz Koegler. Disse que como presidente da Comissão Legislativa de Regularização Fundiária e Habitação, há anos tem cobrado atenção do poder público para essas áreas e que houve alguns importantes avanços. Ressaltou que o Governo Federal pôs fim ao Programa Minha Casa Minha Vida, mas que nada apresentou de melhor para atender o déficit habitacional. Voltou a relacionar as sete ruas que serão pavimentadas com recursos de emendas do ex-deputado Décio Lima (PT) e disse que agora as obras dependem apenas da boa vontade da prefeitura para iniciá-las. Mostrou um vídeo fiscalizando as obras do Terminal Água Verde. Por fim mostrou imagens sobre o estado deplorável dos bancos no AG da Velha. Ressaltou que a Vigilância Sanitária não permite situação assim em outros locais, como salão de beleza. Denunciou também a situação de caos em que está o CEI Wilson Gomes Santiago.

 

A vereadora Cristiane Loureiro (Podemos) abordou o ato da entrega de escrituras para 16 famílias do Horto Florestal. Destacou o quanto a regularização fundiária significa dignidade para essas famílias. Disse que esteve na Semmas para acompanhar uma situação de maus tratos a animais, que aconteceu em fevereiro, e que a Semmas voltou para verificar a situação junto à pessoa denunciada, referente ao cumprimento de medidas e obrigações. Disse que esteve na cerimônia de entrega da ala de enfermaria da Casa São Simeão, que foi totalmente reformada. Destacou a palestra sobre inteligência emocional, promovida pela Procuradoria da Mulher, ocorrida na noite de quarta-feira (22), na Câmara. Explicou que por alguns momentos ela e a vereadora Silmara deixaram e evento para acompanhar a cerimônia de assinatura de ordens de serviços e de obras, dentro do Plano 1000. Parabenizou o Executivo Municipal e Governo do Estado por levarem obras para toda a cidade. Disse que nesta quinta-feira (23) prestigiou o encontro alusivo à Conscientização de Violência Contra a Pessoa Idosa e à Prevenção de Quedas, com o tema “Velhice Cidadã”. Parabenizou toda a rede que se importa com a pessoa idosa e destacou que é uma das bandeiras do seu mandato. Lembrou a necessidade cada vez maior de termos políticas de proteção à pessoa idosa.

 

O vereador Sylvio Zimmermann (PSDB) disse que a comunidade não pode conviver com situações relatadas sobre o CEI Wilson Santiago e disse que vai conversar com o Executivo para buscar soluções. Destacou que Blumenau viveu um momento histórico referindo-se ao evento com o Governador e também a entrega das escrituras para as famílias que há muitos anos aguardavam pelo documento de regularização fundiária. Disse que a melhor expressão para dizer a respeito daquelas famílias que agora tem o documento em mãos é dignidade. Sobre a assinatura dos 22 contratos com o Governo do Estado, destacou a qualidade dos projetos e a competência das equipes na formulação dos mesmos. Disse que como teve a oportunidade de ser secretário por mais de uma vez conhece razoavelmente o Executivo. Afirmou que Blumenau mostrou a competência das secretarias de Planejamento, Obras, Assistência Social e todas as suas equipes, tendo apresentado em curto espaço de tempo 22 projetos e todos aprovados no Plano 1000. Cumprimentou a Blusoft pelos seus 30 anos de fundação. Disse que há 30 anos um grupo de empresas teve a coragem de se unir e encontrar soluções em conjunto para o setor produtivo de Blumenau.

 

O vereador Maurício Goll (PSDB) destacou como uma noite histórica a assinatura do maior pacote de ações e obras entre a Prefeitura e o Governo do Estado. Assinalou que os recursos chegam a 130 milhões, oriundos do Plano 1000, para obras importantes aguardadas há muito tempo pela comunidade, que serão realizadas por toda a cidade. Destacou algumas, entre ela a ponte ligando as ruas Progresso e Santa Maria, a macrodrenagem da Rua Araranguá e obras de contenção na Rua Caçapava. Ressaltou que para os próximos cinco anos os recursos serão na ordem de 360 milhões. Informou que o quartel dos bombeiros militares vai mudar temporariamente de sede. A corporação vai passar para a base da Polícia Militar, na Rua Progresso, próximo da Coteminas, para que as instalações passem por reformas. Entre as melhorias haverá um espaço específico para corporação feminina. Destacou que o Bairro Garcia busca por um projeto que contemple um parque a exemplo do Parque Ramiro. Disse que o bairro carece de áreas de lazer e que esse é um grande sonho da comunidade.

 

O vereador Carlos Wagner – Alemão (União Brasil) disse que se ausentou até hoje somente duas vezes das sessões da Câmara e que uma delas foi para o lançamento do Plano 1000. Lembrou que foi acompanhado do presidente do Legislativo e do prefeito Mário. Assinalou que estavam discutindo na volta se o plano daria certo. Afirmou que Blumenau recebeu um terço do que ainda virá para a cidade.  Afirmou que o Estado não vai parar, que a economia catarinense vai muito bem e que os municípios e a população estão recebendo de volta o que pagam em impostos. Disse ainda que o governador não deu preferências a partidos, pois todos os municípios receberam recursos. Disse que Blumenau vai virar mais um canteiro de obras, com investimentos de R$ 130 milhões, mas que é necessário continuar fiscalizando os serviços. Comentou sobre as suas visitas de rotina a empresas do município. Disse que visitou a Inox do Brasil, no Bairro Progresso, e disse que é uma empresa parceria dos projetos sociais com as crianças. Lamentou a situação do CEI Wilson Santiago. Disse que é assustador ver uma situação dessas numa cidade com tanto poderio econômico.

 

A vereadora Silmara Miguel (PSD) agradeceu a todos os presentes na palestra sobre Inteligência Emocional, promovida pela Procuradoria da Mulher.  Agradeceu também a aprovação da moção de repúdio ao procurador Demétrius Macedo pelas agressões contra a procuradora e chefe dele Gabriela Samadello Monteiro de Barros, da prefeitura de Registro (SP). Ressaltou que as mulheres que sofrem violência devem denunciar os agressores pelo Disque 180. Comentou sobre o caso da menina de 11 anos, impedida de abortar pela juíza Joana Zimmer. Disse que o jornal que publicou a notícia escondeu propositalmente o fato de que o estuprador é um garoto de 13 anos, que convivia com a família, e que ele e a menina tinham um relacionamento amoroso. Disse que foi tudo ocultado para demonizar a juíza Joana Zimmer, que estava apenas lutando pelo direito da criança. Ressaltou que aplaudia a juíza por ter lutado com veemência a favor da vida. Afirmou que as mãos que aplaudem a decisão de abortar são banhadas de sangue. Disse que se solidariza com a menina, mas que o aborto é um assassinato.

 

O vereador Marcos da Rosa (União Brasil) agradeceu à Malharia Cristina pelas benfeitorias e equipamentos doados ao CEI Paulo Freire, na Vila União.  Mostrou fotos em homenagem à Escola Felipe Schimidt, que tem mais de 135 anos. As fotos mostram desenhos da escola feitos em 1887. Disse que o educandário está precisando urgentemente de reformas, pois está numa situação muito ruim. Fez críticas à Rede Globo de Televisão e lamentou que reportagem do Programa Fantástico quis desonrar o trabalho realizado pelas comunidades terapêuticas. Afirmou que a rede de comunicação é uma das que incentivam a liberalização das drogas. Afirmou que as comunidades terapêuticas fazem um trabalho honroso e primordial no combate às drogas, que o jornalismo de esquerda praticado pela emissora não vai conseguir destruir. Disse que faz coro à vereadora Silmara e que lamentava a defesa do aborto da menina de 11 anos. Assinalou que não há pena de morte no Brasil para o estuprador, mas que autorizam o assassinato de uma criança indefesa no ventre de sua mãe.

 

O presidente Egídio Beckhauser (Republicanos) destacou a vinda do governador Moisés a Blumenau para assinatura das ordens de serviços que resultarão em investimentos da ordem de R$ 130 milhões. Enfatizou que foi bem lembrado pelo vereador Alemão de que eles estiveram juntos no lançamento do Plano 1000. Parabenizou o estreitamento de relações entre o governador Moisés e o prefeito Mário. Destacou também a presença maciça do pessoal do esporte que foi prestigiar a cerimônia e a fala pertinente do prefeito sobre a municipalização do Sesi. Lembrou que a Câmara criou uma comissão para tratar da municipalização e que esteve juntamente com o secretário Alexandre Matias, na época vereador, em Brasília, buscando recursos para definir a compra do complexo. Falou sobre a importância do complexo do Sesi para as modalidades esportivas, para os dois clubes profissionais, tanto para o Metropolitano como o BEC, além dos projetos sociais, jogos escolares e dos eventos esportivos que trazem receita para o município. Apontou que o compromisso do governador é que a liberação dos recursos para a compra do Sesi ocorra o quanto antes. Parabenizou Blumenau e disse que o governo estadual é municipalista, pois os recursos dos impostos estão retornando aos municípios.

 

Veja Também

O vídeo completo da sessão

A galeria de fotos da sessão

 


Fonte: Assessoria de Imprensa CMB | Foto: Denner Ovidio | Imprensa CMB

This is a unique website which will require a more modern browser to work!

Please upgrade today!

Skip to content