Menu

Capacitação online da Escola do Legislativo aborda os impactos da Lei Geral de Proteção de Dados nas empresas e órgãos públicos

Capacitação online da Escola do Legislativo aborda os impactos da Lei Geral de Proteção de Dados nas empresas e órgãos públicos

A Escola do Legislativo Fritz Müller da Câmara realizou, na noite desta quinta-feira (25), a palestra com o tema “Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD): como adequar sua empresa”, uma capacitação voltada para disseminação de boas práticas para segurança e proteção de dados. Em virtude do aumento de casos da Covid-19 e em conformidade com o decreto emitido recentemente pelo Governo do Estado de Santa Catarina, o evento foi transferido para a modalidade online, através da ferramenta Google Meet, e uma média de 26 pessoas participaram da palestra.

 

Os palestrantes foram o Especialista em Segurança da Informação Demian dos Santos e o advogado Leonardo Ribeiro. Eles apresentaram uma visão geral sobre a LGPD, os benefícios e mitos acerca da lei. Também as atividades para a conformidade com a lei, o mapeamento de dados, a verificação jurídica, processual e tecnológica e a adequação por setor da empresa e dos órgãos públicos para com a legislação.

 

A Lei Geral de Proteção de Dados (Lei 13.709/2018) dispõe sobre o tratamento de dados pessoais, inclusive nos meios digitais, por pessoa natural ou jurídica, com o objetivo de proteger os direitos fundamentais de liberdade e de privacidade da pessoa natural. “Com isso, todos, tanto órgãos públicos quanto empresas privadas de qualquer tamanho, terão que se adaptar às novas regras. Ainda mais por estarmos bem próximos das sanções administrativas que serão impostas por esta lei, então, por isso, foi fundamental ter uma noção mais aprofundada de como ela vai impactar dentro da empresa e da sociedade”, explicou o advogado Leonardo Ribeiro.

 

Em relação aos impactos que esta lei causa para as empresas, o palestrante Leonardo Ribeiro citou alguns deles como: as sanções administrativas, previstas na própria legislação para os que não estiverem adequados, sendo as advertências, as multas, a publicização da infração cometida em canais de comunicação, e que, segundo ele, a empresa acaba sofrendo um impacto negativo de marketing. “Além disso, a empresa acaba perdendo espaço de mercado. Hoje se você não está adequado a LGPD isso pode influenciar muito na decisão da contratação dos seus serviços tanto por uma pessoa física quanto por uma pessoa jurídica. Se hoje você tem um público business to business (B2B) (empresa para empresa) é muito importante que você esteja adequado, porque isso é um grande diferencial de mercado”, destacou.   

 

Ele também avaliou como foi a receptividade do público com a palestra. “Nós tivemos uma interação muito interessante com o público, através dos questionamentos e das perguntas. Eu fiquei muito feliz com o resultado disso e acredito que tenha sido de grande valia tanto para os participantes quanto para nós palestrantes”, avaliou.

 

A avaliação da Escola do Legislativo também foi positiva e apontou que os participantes interagiram com os palestrantes, questionando e tirando suas dúvidas, e puderam falar diretamente com os especialistas. “Os palestrantes tinham domínio sobre o assunto e falaram de forma clara e acessível e isso contribuiu muito para o entendimento daqueles que se propuseram a participar”, pontuou a assessora da Escola, Patricia Turcati.

 

Veja Também!

Galeria de Fotos do Instagram

 


Fonte: Assessoria de Imprensa CMB | Imagem: Divulgação Escola do Legislativo

This is a unique website which will require a more modern browser to work!

Please upgrade today!

Skip to content