Menu

Delegado de Polícia solicita apoio

Delegado de Polícia solicita apoio

Delegado Rodrigo Marchetti solicita apoio a pedido de tratamento isonômico na Reforma da Previdência dos integrantes da Segurança Pública de SC

O delegado de Polícia Rodrigo Marchetti ocupou a tribuna na sessão ordinária desta terça-feira (4) para falar sobre a reforma da Previdência dos Servidores Públicos estaduais e pedir o apoio da Câmara de Vereadores de Blumenau à uma moção de apelo dirigida ao governador do Estado e à Assembleia Legislativa que solicita que todos os profissionais que compõem a Segurança Pública do Estado de Santa Catarina sejam tratados com isonomia.

Ele explicou que no final do ano passado os segmentos não fardados da Segurança Civil, como a Polícia Civil, foram surpreendidos com o envio de um projeto de lei complementar do governador Carlos Moisés para a Alesc, referente a mudanças na previdência estadual. “Se esse projeto vier a ser aprovado vai dividir a Segurança Pública do Estado em castas”, afirmou.

Destacou que todas as categorias envolvidas esperavam do governador uma proposta razoável, porque ele conhece o funcionamento e a estrutura da Segurança Pública. Afirmou ainda que o trabalho a Polícia Civil sempre foi tratado de forma isonômica por todos os governadores anteriores. “O tratamento isonômico entre todos levou a Segurança Pública de Santa Catarina a ser exemplo para todo o Brasil. Não se pode admitir dois pesos e duas medidas, como se a vida de um policial pudesse valer mais do que a vida do outro”.

Disse que atualmente no Brasil vive-se um momento em que se busca combater o crime de forma mais integrada e inteligente. Citou o pacote anticrime do Ministro Sérgio Moro e apontou que o mesmo trouxe uma série de prerrogativas para as polícias civis, perícia criminal e agentes do DIAP, agora transformados em Polícia Penal. “Nesse momento crucial em que alguns sinais positivos aparecem, com a queda expressiva de homicídios em nível nacional, agora vem o governador e quer tirar garantias dessas carreiras que também combatem o crime e correm risco de vida, principalmente quando se vai passar para a inatividade, após anos realizando um trabalho altamente estressante e perigoso”.

Ressaltou também que os profissionais não estão pedindo regalias, nem benesses e nem querem atacar os direitos conquistados pelos policiais militares, mas que pedem apenas o tratamento igualitário pelo Estado entre todos os componentes da Segurança Pública como sempre foi.
Afirmou que o projeto apresentado pelo governador é injusto e finalizou seu pronunciamento dizendo que os profissionais esperam que o bom senso prevaleça e agradeceu o apoio de todos os vereadores.

Durante a Ordem do Dia os vereadores aprovaram duas moções, de autoria dos vereadores Adriano Pereira (PT) e Almir Vieira (PP) e subscritas por todos os parlamentares, que pedem para que o governador estenda para as carreiras da Polícia Civil, Polícia Penal e IGP as regras de aposentadoria previstas para os Policiais Militares.

 

Veja Também!

A playlist completa no canal do youtube para assistir as manifestações realizadas durante o momento da Tribuna Livre na Câmara

Galeria de Fotos do Instagram

 


Fonte: Assessoria de Imprensa CMB | Foto: Lucas Prudêncio – Imprensa CMB

This is a unique website which will require a more modern browser to work!

Please upgrade today!

Skip to content