Menu

Representante do 3º Batalhão de Bombeiros Militar de Blumenau fala da Central de Operações 193

Representante do 3º Batalhão de Bombeiros Militar de Blumenau fala da Central de Operações 193

O Cabo Carlos Cauê Pereira, do 3º Batalhão de Bombeiros Militar de Blumenau, ocupou a tribuna livre, na sessão desta quinta-feira (5), para destacar a importância da Central de Operações 193. Falou da ocorrência do bebê que teve sua vida salva graças às orientações repassadas pela Central de Operações Bombeiro Militar em Blumenau. Também explicou o que é a Central de Emergências, como ela funciona e os mecanismos de acionamento.

 

Explicou que a central e os operadores recebem as demandas através das ligações pelo ramal 193 e a equipe tem a responsabilidade de atender o cidadão e de classificar essas ligações de acordo com a sua especificidade. “Cada situação vai gerar uma necessidade específica, um recurso específico e uma viatura específica”, salientou, elencando as principais situações de rotina que são atendidas, como combate a incêndios, no atendimento de resgates, nos resgates veiculares quando acontecem casos mais graves de acidentes de trânsito onde as pessoas ficam presas nas ferragens e também no atendimento de sinistros e nos atendimentos pré-hospitalares, no quadro de trauma.

 

Ressaltou também a importância do apoio do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) diante de uma ocorrência em que a pessoa tem algum tipo de mal súbito. “Para esse tipo de emergência se aciona o ramal 192, pois o Samu vai ter as ferramentas, as medicações e profissionais específicos que o bombeiro não possui” explicou, acrescentando que em casos mais graves de acidentes e quedas, o bombeiro acaba trabalhando em parceria e em conjunto com o Samu.

 

Informou que a Central de Emergências da região de Blumenau contempla oito cidades, sendo Benedito Novo, Rio dos Cedros, Timbó, Blumenau, Gaspar, Brusque, Guabiruba e Botuverá. “Fazendo um levantamento dessas cidades com base no último censo concluímos que nós temos aproximadamente 650 mil pessoas sob a nossa responsabilidade. No ano de 2021, até a data de 27 de julho, foram 32 mil 153 chamadas atendidas, totalizando 8236 ocorrências geradas”, informou.

 

Trouxe algumas orientações para o cidadão de como se comportar e como contribuir da melhor forma quando tiver a necessidade de recorrer ao ramal de emergência, trabalhando de forma conjunta com os operadores que estão do outro lado da linha, para que possam lograr êxito nessas situações. “O primeiro passo é tentar manter a calma para que se possa entender melhor aquela situação e orientar também os primeiros socorros até que a ambulância chegue no local. Também é importante entender e seguir o protocolo da coleta de dados, pois são feitas perguntas que são importantes para poder classificar aquela ligação e poder enviar um recurso específico para que não se perca tempo na resposta”, salientou, acrescentando também que a orientação para as pessoas, no caso de um incêndio ou de um acidente de trânsito, é procurar sempre se manterem seguras no local.

 

Também fez um pedido aos pais que orientem e expliquem aos filhos a importância do ramal 193 para que as crianças não façam nenhuma brincadeira acionando esse ramal. “Isso acaba, muitas vezes, tirando a condição de uma pessoa que necessita desse de atendimento e que, às vezes, por esse motivo acaba não tendo”.

 

Por fim, recordou do caso de salvamento da criança que se engasgou em abril e foi salva com a ajuda dele, após o pai do bebê ligar para a Central de Operações do Corpo de Bombeiros. “Eu tive a felicidade de receber aquela ligação. A mãe estava extremamente nervosa, pois seu filho estava com um quadro de engasgamento, de obstrução das vias aéreas por corpo estranho. Fiquei 14 minutos com a família na linha, orientando o pai que estava calmo e foi passando as minhas orientações para mãe, para que ela pudesse dar a primeira resposta até que ambulância chegasse no local”, contou, dizendo que foi uma ocorrência de destaque e pode servir de exemplo para outras pessoas.

 

Durante os pronunciamentos, o cabo recebeu uma moção de louvor das mãos do vereador Carlos Wagner – Alemão (PSL), por ter sido o responsável pelo salvamento da criança recém-nascida que se engasgou em abril e foi salva com a ajuda dele.

 

Veja Também!

O álbum de fotos da Sessão Ordinária

A playlist completa no canal do YouTube para assistir as manifestações realizadas durante o momento da Tribuna Livre na Câmara

 

Galeria de Fotos do Instagram

 


Fonte: Assessoria de Imprensa CMB | Foto: Denner Ovidio – Imprensa CMB

This is a unique website which will require a more modern browser to work!

Please upgrade today!

Skip to content